A técnica vem auxiliando atletas de alta performance e também os de “final de semana”. Isto ocorre devido uma melhora de execução do movimento, com qualidade e de forma consciente.

Fortalece o centro do corpo, abdômen e músculos que fazem a sustentação da coluna, melhora a propriocepção, equilíbrio e flexibilidade, muitas vezes dando condições ao atleta de realizar uma atividade por um tempo mais prolongado e com melhor qualidade.

Os Benefícios da prática para crianças e adolescentes, está em diminuir o sedentarismo e a preguiça, promover o aumento da concentração e a atenção dos pequenos. 
Não há uma idade mínima de inicio, indica-se a partir dos quatro anos. Como a técnica tem vários instrumentos e acessórios, torna-se uma atividade lúdica, porém com grandes resultados posturais além do alívio de tensões tanto físicas quanto psicológicas, devido a concentração e atenção demandada nos exercícios. 

O Pilates esta entre as modalidades mais recomendadas para este período, as gestantes podem usufruir da técnica, salvo as que possuem gestação de risco ou que tiveram algum tipo de complicação que seguem orientação de repouso. 

Sempre muito importante que o médico esteja ciente e de acordo com a pratica da gestante. A técnica devidamente adaptada para as futuras mamães, com enfoques específicos ao período tem grande eficácia e aplicabilidade. 

Na pratica do Pilates devido ao trabalho abdominal a gestante desenvolve uma maior estabilidade do corpo e da coluna vertebral, da pélvis e do abdômen. As aulas personalizadas exigem uma alternância de posições do corpo que permite tranquilidade e segurança às gestantes. 

Com o trabalho nos membros inferiores o método permite, desde que devidamente trabalhadas, a diminuição da probabilidade de inchaços. 

Os alongamentos devem ser evidenciados, pois na gestação ocorre um desvio do centro de gravidade, devido ao aumento da barriga. Aumentando as curvaturas fisiológicas da coluna, ocasionando dores. 

O Pilates também facilita o pós-parto, com um retorno mais rápido do abdômen e diminuição da flacidez característica desse período.

O Pilates na 3ª idade contribui para a melhora da qualidade de vida, diminui o risco de queda e suas possíveis complicações, melhoram as dores ósteo-musculares e aumentam a auto estima. 

Como é uma atividade de baixo impacto e sem carga, os exercícios que personalizados a cada individuo com suas características, o método trás um equilíbrio entre corpo e mente, exigindo concentração e atenção ao real movimento a ser realizado. 

Os resultados são:

- aumento da flexibilidade muscular;
- consciência corporal e postural;
- capacidade respiratória;
- concentração;
- melhora da mobilidade articular;
- equilíbrio;
- coordenação.

Temos como única contra indicação do método, lesões músculo esqueléticas na fase aguda. Passada esta fase dá-se ínicio ao processo de Pilates clinico. Iniciando com trabalho de força muscular, flexibilidade e recuperação dos movimentos. 

A técnica RPG é preventiva e curativa, ensina e educa músculos, de uma forma estática, muitas vezes esquecidos ou pouco trabalhados. Já o Pilates desenvolve estes ensinamentos de forma dinâmica, necessita de maior cuidado e atenção já que seu aprendizado é dinâmico. 

Extremamente indicado nos processos de reabilitação e cada vez mais solicitado por médicos e fisioterapeutas, pois se trata de uma atividade de baixo impacto, sem cargas, pois se trabalha com a resistência das molas. Dando um grande enfoque a musculatura postural. Desenvolvendo assim músculos que suportam a coluna, aliviando dores crônicas, o aumento da capacidade de contração muscular, a melhora da densidade óssea, a diminuição do estresse, o estimulo da circulação, o auxilio no tratamento de lesões de joelhos e dores reumáticas, nos ombros, pós-traumas e também pós cirúrgicos.